Please reload

Notícias Recentes

Usando o Shinkansen e o Japan Rail Pass como Cadeirante

Viajar pelo Japão de trem-bala Shinkansen sendo cadeirante?

Sim, com certeza.

 

Espaços para cadeira de rodas no Shinkansen Sakura (esquerda) e no Hikari
imagem: Little Miss Turtle (cedida)

 

Como vocês já devem saber, eu sou uma grande fã do Japão. Gosto de tudo dessa cultura peculiar que é tão diferente da nossa no Ocidente. Em março de 2018, viajei no famoso trem de alta velocidade, o trem-bala, pela primeira vez. Depois de explorar Tóquio numa mobility scooter durante a floração das cerejeiras, seguimos numa viagem de trem pelo Japão até o ponto mais meridional da ilha de Kyushu e voltamos para Tóquio com um Japan Rail Pass de 21 dias. Nosso itinerário foi o seguinte: Tóquio, Nagoya, Osaka, Hiroshima, Fukuoka, Kagoshima, Osaka e Tóquio.

 

Trajeto da viagem de Japan Rail Pass da Melanie 

imagem: Little Miss Turtle (cedida)

 

O Japan Rail Pass

Viajar de Shinkansen com um bilhete normal é muito caro. Porém, existe uma opção bem vantajosa para turistas: o Japan Rail Pass. Visitantes temporários (ou seja, turistas) estrangeiros podem comprar o Japan Rail Pass que permite viajar sem limites por trens da rede JR durante um período estabelecido de tempo (7, 14 ou 21 dias). Você também pode usar as linhas da JR em Tóquio (a Linha Yamanote, por exemplo), o que ajuda a economizar muito dinheiro! Estes são os preços para um JR Pass regular (em abril de 2018):

 

  • Passe de 7 dias: 29.110 ienes (adultos) – 14.550 ienes (crianças)

  • Passe de 14 dias: 46.390 ienes (adultos) – 23.190 ienes (crianças)

  • Passe de 21 dias: 59.350 ienes (adultos) – 29.670 ienes (crianças)

 

Não deixe de ler o site oficial do Japan Rail Pass para conferir os detalhes antes de comprar o passe. São duas modalidades: o passe regular e o pass para Green Car. Green Car é a primeira classe. Infelizmente não existem assentos acessíveis a cadeiras-de-roda no Green Car. Para os cadeirantes, é altamente recomendado comprar o Japan Rail Pass regular. Você pode ler mais sobre o assunto no site accessible-japan.com.

 

Japan Rail Pass 

imagem: Roberto Maxwell 

 

Da validação do passe até a reserva de assentos para cadeirantes

Depois que comprar o seu Japan Rail Pass, você irá receber um voucher para fazer a ativação. Já no Japão, você precisa ir até um posto de venda de bilhetes (Midori no Madoguchi, em japonês) que emita o Japan Rail Pass em si, no ato da apresentação do seu voucher e do passaporte.

 

Nós fomos até o Midori Madoguchi do New South Gate da estação de Shinjuku. Ele fica no prédio novo da estação, bem em frente ao South Gate da estação de Shinjuku (Lumine Mall). A equipe na bilheteria fala inglês bem e, depois de um algum tempo de espera, nós recebemos nossos Japan Rail Passes.

 

Estação de Shinjuku, New South Gate
imagem: Roberto Maxwell

 

Também fiz umas anotações com as informações de trens que encontrei pelo Hyperdia para fazer a reserva dos assentos para cadeirantes. A agente de vendas nos pediu para esperar porque necessitava fazer algumas ligações para organizar as reservas. Cerca de 40 minutos depois, me deram os bilhetes que traziam o número de trem, do carro e dos assentos para a nossa primeira viagem da estação de Shinagawa até Nagoya. Meu bilhete trazia um pequeno símbolo com uma cadeira de rodas.

 

Assento Regular para Cadeirantes e Espaço Multiuso (Multipurpose Room)

Como você pode ver na imagem que abre este artigo, existem dois tipos de assentos para cadeirantes, dependendo da linha de trem. Cadeirantes também podem reservar um espaço multiuso (Multipurpose Room) espaçoso e privado. Eu escolhi os assentos regulares e, por isso, não tive nenhuma experiência no espaço multiuso.

 

No Shinkansen Hikari da estação de Shinagawa, em Tóquio, até Nagoya, existe uma fileira de dois assentos e o espaço para cadeira de rodas fica ao lado deles. O Shinkansen Sakura, entre Shin-Osaka e Hiroshima, tem uma configuração diferente, com apenas um assento ao lado do espaço para cadeira de rodas. Todos os trens têm espaçosos banheiros acessíveis a cadeirantes.

 

Embarcando no Shinkansen

Você tem que chegar na entrada do Shinkansen com pelo menos 20 minutos de antecedência, impreterivelmente. Vá até a entrada e apresente seu Japan Rail Pass e seus bilhetes reservados (especialmente o que tem o pequeno símbolo da cadeira de rodas). Um atendente virá e te levará até a posição do carro reservado na plataforma. Uma rampa de acessibilidade (veja este post) será colocada na entrada do trem e o atendente vai te conduzir dentro da composição até o seu assento reservado.

 

Funcionário da companhia ferroviária acompanha o cadeirante até o embarque

imagem: Little Miss Turtle (cedida)

 

Mais informações sobre as estações de trem e o planejamento da viagem

Todas as estações que eu usei eram totalmente acessíveis a cadeirantes. Minha rota com as estações foi a seguinte: Shinagawa (Tóquio) - Nagoya - Shin-Osaka (Osaka) - Hiroshima - Hakata (Fukuoka) - Kagoshima-Chuo (Kagoshima) - Shin-Osaka - Tokyo.

 

Passamos três noites em Nagoya, Hiroshima e Fukuoka; Shin-Osaka antes de pegar o trem de volta para Tóquio na manhã seguinte.

 

O trem-bala Shinkansen
imagem: Roberto Maxwell 

 

Dicas de viagem da Miss Turtle

  • Use uma calculadora de tarifas para ter certeza de que o Japan Rail Pass vale para você. 

  • Comece a procurar os hotéis o quanto antes para ter bons descontos! Eu comecei a planejar a viagem 9 meses antes. Entre em contato com os hotéis por e-mail se você tiver alguma dúvida sobre acessibilidade nos quartos. Hotéis com chuveiros ‘roll-in’ são, de um modo geral, raros no Japão.

  • Existem diversas possibilidades de bate e volta partindo de Osaka, com Nara e Kyoto. Nós fomos somente até Nara porque tinha muita coisa para ver e fazer em Osaka.

  • Você não pode perder a ilha de Miyajima, com os veados e as belas paisagens, se for a Hiroshima. O trem e o JR Ferry até Miyajima estão incluídos no Japan Rail Pass.

  • Fukuoka é uma bela cidade, muito acessível a cadeirantes. Também adorei explorar Kagoshima e seu vulcão super ativo, o majestoso Sakurajima.

Se você tiver alguma pergunta, fique a vontade para me contactar através do meu site o littlemissturtle.com através do qual você pode, também, fazer parte da minha newsletter. Ou, ainda, visitar minha página no Facebook (www.facebook.com/missturtleblog) para ficar por dentro das novidades.

Melanie Bo, a Miss Turtle, tem 31 anos, é franco-alemã, viajante mundo a fora e cadeirante. Desde 2016 compartilha dicas de acessibilidade em viagens para cadeirantes em seu blog Little Miss Turtle | Life & Travel with Muscular Dystrophy. Este texto foi publicado originalmente no blog. Acesse a versão em inglês aqui.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
RSS Feed