Um fim de semana no Japão... sem sair de casa


O The New York Times é um dos mais influentes jornais do mundo. Uma de suas seções de maior sucesso é a 36 Hours, na qual colunistas dão um roteiro para quem pretende dar uma esticadinha de fim de semana em algumas das cidades mais interessantes do planeta. O Japão já apareceu na coluna algumas vezes com dicas para as cidades de Tóquio, Kyoto, Osaka e até Niseko, uma estância de esqui em Hokkaido, no norte do país. São dicas super bacanas num formato simples.


Com a pandemia do novo coronavírus, viajar, mesmo que por um período tão curto, deixou de ser uma opção. Ainda assim, a coluna tinha que ser publicada e o jornal lançou um desafio: pediu para que leitoras e leitores de todo o mundo enviassem dicas de como viajar sem sair de casa. Foi um sucesso, com contribuições de diversos tipos.


Pensando nos amigos, clientes e até desconhecidos que são loucos pelo Japão fui amadurecendo a ideia de fazer um guia completo para uma viagem "caseira" à Terra do Sol Nascente. Trago o resultado deste esforço neste artigo. Não temos ideia de quando o Japão vai abrir novamente sua fronteira para turistas internacionais, infelizmente. E, a menos que mudemos muito, dificilmente saciaremos nosso ímpeto de viagem sem nos deslocar pessoalmente. Mas nada impede que a gente use a imaginação — e os recursos que a tecnologia oferece — para passar um fim de semana idílico num dos lugares mais encantadores do planeta. Vem comigo!


Sexta-feira


5 da tarde

Sextou! É hora de happy hour e, por aqui, nada faz mais sucesso que um izakaya, o famoso boteco japonês. Prepare-se para comer algumas iguarias que não eram muito comuns nos bares brasileiros até bem pouco tempo atrás. Que tal, por exemplo, o eda mame, grãos de soja verde? Disponível em muitos mercados de grandes cidades como São Paulo, ele é um aperitivo que combina super bem com o saquê.


Se for difícil achar produtos japoneses, experimente um repolho cru com um molhinho para chuchar. Sim, repolho cru!!! No Japão, o acompanhamento campeão para este inusitado aperitivo é a pasta de soja missô. Mas você pode fazer algo em casa com maionese, por exemplo. Para beber, um outro hit dos izakaya japoneses: o highball. Surgido na Inglaterra e levado à perfeição no Japão, o drink é uma combinação de uma bebida destilada com um carbonatado. O Marcelo Sant'Iago do Papo de Bar dá a dica de como fazer uma versão japonesa perfeita. Confira aqui.



E como não existe izakaya sem boa música, use uma trilha sonora com músicas do Período Showa, considerada por muitas pessoas no Japão a era de ouro do Japão contemporâneo. Esta lista do Spotify é perfeita para criar o clima. Ah, não se esqueça de convidar a galera para uma reunião virtual. Afinal, izakaya sem companhia não é a mesma coisa.


8 da noite

Sexta-feira é o dia perfeito para uma noite de karaokê, depois de umas e outras no izakaya. No Japão, cantar na frente de todo mundo não é a regra. Dominam aqui os karaoke box, salinhas reservadas onde você pode cantar só ou em companhia de pessoas amigas. Caso queira se arriscar no japonês, a música que ficou no topo do ranking da rede de karaokês DAM no ano passado foi Lemon do jovem cantor Yonezu Kenshi. Confira a versão karaokê aqui. Dentre as músicas gringas, a mais cantada foi Bohemian Rhapsody do grupo inglês Queen. Solta a voz aqui e cuidado para não enlouquecer a vizinhança!.


11 da noite

Nenhuma passagem pelo Japão é completa sem a vista do cruzamento mais movimentado do mundo, no bairro toquiota de Shibuya. Você pode ver o cruzamento nesta câmera ao vivo do portal Shibuya Community News. Dependendo do horário em que acessar, no entanto, a vista do local pode não ser exatamente muito excitante. Por isso, o passeio noturno que a conta do YouTube Rambalac oferece pode ser excelente para sentir como é o clima no bairro mais famoso do Japão à noite.




Sábado


9 da manhã

Acorde cedo para uma experiência de meditação zazen no templo budista Myoshin-ji Taisho-in de Kyoto. O zazen é uma prática com séculos de tradição e tem como ideia básica o ato de sentar-se para "clarear" a mente de pensamentos. Diz-se que muitos samurais praticavam o zazen como forma de manter a concentração durante os treinos de artes marciais e, claro, na hora das batalhas. No vídeo abaixo, com legendas em inglês, um monge do Myoshin-ji te conduz na prática da meditação, uma experiência única para quem quer se sentir no Japão.




11 da manhã

Abril é o mês em que as cerejeiras costumam florescer na maior parte do Japão e é a época do ano que atrai mais turistas estrangeiros ao país. Uma das experiências mais fantásticas é caminhar entre as árvores floridas. Mas, na cultura japonesa, as flores de cerejeira vão muito além do embelezamento da paisagem. São os muitos significados por trás delas.

Seu curto período de floração, de apenas 7 dias, as associou na mitologia à história de Ninigi-no-mikoto, neto da deusa do sol Amaterasu, que precisa optar pelo casamento com uma mulher bela e de vida curta e outra não agraciada com a beleza mas capaz de viver longamente. Ao optar pela moça mais bonita, Ninigi-no-mikoto legou à humanidade uma vida efêmera.


As flores de cerejeira também são relacionadas às poderosas divindades das montanhas. As cerejeiras selvagens são uma espécie que vive no sopé e nas encostas dos morros e colinas. Na primavera, a imagem das pétalas de suas flores descendo dos montes com o vento era considera uma mensagem dos deuses acerca da colheita do ano. Quando as flores vinham cedo, era sinal de que a colheita seria ruim. O Google Earth criou uma série de passeio entre as cerejeiras que você pode acessar do computador ou do smartphone.  Escolha o seu passeio aqui e aproveite a vista.



meio dia

Outra experiência que viajantes não têm dispensado é a de aprender a fazer algum prato local. Cheio de elementos sazonais e preparos simples e delicados, o washoku (culinária japonesa, na língua local) é considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade. No Brasil, a comida japonesa não é completamente estranha. Restaurantes de sushi existem em quase todas as cidades grandes do país.


Mas a verdade é que o Japão é um país de gastrononomia que vai muito além do peixe cru. Se você leva jeito para a cozinha, aprenda a preparar um salmão cozido no vapor com vegetais de primavera com o chef Motokazu Nakamura do Isshi Souden Nakamura, um restaurante laureado com 3 estreleas pelo Guia Michelin.



Agora, se a sua é uma comida mais simples, o coletivo jovem Go Han Go ensina diversos preparos japoneses sem complicações. Dentre as receitas nipônicas de maior sucesso do grupo estão o empanado de porco tonkatsu e seu prato "irmão" o katsudon, o frango teriyaki e o temaki. Abra o menu e escolha!



2 da tarde

Que tal um passeio virtual numa das rotas de natureza mais conhecidas — e pouco explorada por turistas ocidentais — do Japão? A Tateyama - Kurobe Alpine Route é um passeio nas montanhas entre as províncias de Toyama e Nagano. Normalmente, a viagem completa é feita de trem, ônibus, funicular, trólebus e teleférico e pode levar até dois dias, dependendo do passo de quem viaja. São inúmeras paradas, com belas paisagens. Faça o seu passeio virtual por aqui.



4 da tarde

Hora do descanso. Prepare um chá verde e sente-se no lugar mais confortável da sua casa. Para acompanhar esse momento seu, a influenciadora Piti Koshimura fala no seu podcast Peach no Japão sobre o ma, um conceito que pode ser entendido como um "intervalo". Apropriado, não?



7 da noite

Comida japonesa para o jantar? Por que não encomendar de algum dos restaurantes japoneses da sua região algum prato diferente para esta sua "segunda noite" no Japão? Em São Paulo, o Aizomê da chef Telma Shiraishi está com um menu super diverso, com destaque para o Sukiyaki Aizomê, fatias de carne com cebola, tofu grelhado, cogumelos e vegetais no caldo dashi de molho de soja shoyu.


Já o Tamashii Ramen faz delivery para quem está num raio de 7 km do restaurante que fica em Pinheiros. A casa oferece o Shio Yuzu Ramen, um delicado prato com o macarrão feito na casa em caldo do tipo shio (sal) com toques de yuzu, a fruta do momento.


E se nenhuma das nossas dicas está a seu alcance, procure na sua região e estimule os negócios locais pedindo entrega. Seu pedido será muito bem-vindo neste momento.


10 da noite

Tóquio tem algumas das melhores casas noturnas da Ásia e a música eletrônica produzida no país é de nível internacional. Apague as luz, afasta os móveis, prepara um bom drinque e crie a sua própria boate com esse playlist de techno japonês.



Domingo


9 da manhã

Comece o dia bem fazendo exercícios com o Radio Taissô. Criado em 1928 no Japão, programa transmite uma série de exercícios de calistenia todos os dias pela manhã através do rádio e da televisão. A série, de cerca de sete minutos, é um sucesso tão grande no país que é executada em fábricas e escolas, antes das atividades de rotina do dia. Pessoas de todas as idades, especialmente aposentadas, se reunem pela manhã em parques de diversas cidades do país, com um aparelho de som portátil, para realizar os exercícios em grupo.

No Brasil, o Radio Taissô começou a ser praticado oficialmente em 1978. A cidade e o estado de São Paulo, por exemplo, adotaram 18 de junho como o Dia do Radio Taissô. Como a ideia é que os exercícios podem ser feitos a qualquer hora e em qualquer lugar, acesse o programa no vídeo abaixo.




11 da manhã

Localizado em Tóquio, o Miraikan é um dos mais interessantes museus de ciência do Japão, com programas para toda a família. Ele faz parte do projeto Google Arts & Culture que coloca em evidência na internet o acervo de importantes instituições mundo a fora. Como parte do projeto, é possível "visitar" três exposições virtuais, todas em inglês. Destaque para What's the difference between humans and robots?, que explora o mundo dos andróides e da inteligência artificial. Confira no link.


Se a sua praia for mais arte, não deixe de visitar a exposição Future and the Arts: AI, Robotics, Cities, Life - How Humanity Will Live Tomorrow do Mori Art Museum de Tóquio. Através deste link, você pode passear pelos corredorres da exibição que mostra obras de diversos campos da arte discutindo como a tecnologia vai mudar afetar a nossa vida no futuro.

183 visualizações
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 por Direto do Japão/Roberto Maxwell. Todos os direitos reservados.