Bar com DNA brasileiro sobe na lista dos 50 melhores da Ásia


Conhecida como uma das maiores expoentes mundiais da gastronomia, Tóquio ainda está engatinhando na cultura dos bares. Não que não existam lugares onde os japoneses vão para, digamos assim, afogar as mágoas. Onipresentes, os izakaya, a versão nipônica do boteco, estão aí para provar isso.

Mas quem está interessado em provar drinques originais, bem pensados por um mixologista, pode penar um pouquinho na capital japonesa. Este tipo de bar é mais raro por aqui do que se possa imaginar. Bares neste estilo ainda são vistos pelos japoneses como diversão para homens maduros e mudar essa cultura não é tarefa fácil. Por isso, dá até uma pontinha de orgulho saber que um brasileiro está entre os nomes que vem capitaneando uma revolução silenciosa na cena de bares de Tóquio. Estamos falando aqui do Rogério Igarashi Vaz e do Trench, estabelecimento localizado num dos muitos becos de Ebisu, um dos bairros mais boêmios de Tóquio.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Trench figura na lista dos 50 melhores bares da Ásia compilada pela respeitadíssima The World's 50 Best Bars. Em ascensão na lista, o bar chegou à 16ª posição na edição 2018, recém divulgada. Dentre os bares japoneses, só perde em colocação para o High Five, também de Tóquio, 6° colocado na lista.